receba nossa newsletter!
 
 
notícias
 

Uma técnica ecológica para produzir calças jeans

bem estar

Um novo método de produção de jeans apresentado esta semana, nos Estados Unidos, permitiria utilizar 92% menos de água e 30% menos de energia, conforme o engenheiro suíço que desenvolveu a técnica, conhecida como Advanced Denim. O método foi apresentado na terça-feira pelo engenheiro têxtil Miguel Sanchez, da empresa química Clariant, sediada perto de Basileia, na Suíça, durante a Conferência Anual de Química Verde e Engenharia, promovida pelo Instituto de Química Verde da Sociedade Americana de Química. 

 
Sanchez disse que o atual método de produção utiliza mais de 9.450 litros de água, além de mais de meio quilo de produtos químicos e uma grande quantidade de energia para produzir apenas uma calça jeans. “Se você multiplicar por quase 2 bilhões de jeans produzidos atualmente no mundo, tem-se uma ideia clara do consumo de recursos naturais desta indústria, que contribui, ainda, significativamente para a produção de águas residuais e emissões de gases de efeito estufa”, disse.
 
O novo processo, além de economizar água e energia, também pode reduzir significativamente (87%) resíduos do algodão, que muitas vezes são incinerados e, portanto, adicionam gases-estufa à atmosfera. Além disso, ao contrário dos métodos tradicionais de produção do denim, que exigem até 15 tanques de corantes e muitos produtos químicos potencialmente perigosos, este novo método usa um único tanque.
 
“Todas as outras etapas de produção tradicionais são eliminadas”, diz Sanchez. “Se apenas 25% dos tecidos denim passassem por este processo, poderíamos economizar água suficiente para atender à necessidade de 1,7 milhão de pessoas por ano, ou 9,450 milhões de litros.”
 
O novo método evitaria, também, os 31,3 milhões de metros cúbicos de águas residuais e salvaria 220 milhões de quilowatts/hora de eletricidade, além de eliminar emissões de CO2. 
 
De acordo com Sanchez, vários fabricantes de jeans estão interessados na nova técnica. Algumas delas, incluindo a gigante Levi-Strauss, que já produz jeans ecológicos, que utilizam menos água, são feitos com algodão orgânico e tintas naturais, representam um bom nicho de mercado para o novo método.
 
Calças jeans, especialmente aquelas que parecem usadas, desgastadas artificialmente, têm sido criticadas nos últimos anos, considerando que as águas residuais do processo contêm muitos produtos químicos e se baseiam numa técnica de jateamento, com jato de areia, perigoso para a saúde dos trabalhadores.

Outubro
dom
seg
ter
qua
qui
sex
sab
28
29
30
02
03
04
05
06
07
08
10
11
12
14
15
18
19
20
21
22
23
24
27
28
29
30
31
01
  • / Livros
    Alimentos Orgânicos: ampliando os conceitos de saúde humana, ambiental e social
  • / Livros
    Educação ambiental e sustentabilidade
  • / Livros
    Meio ambiente e sustentabilidade
  • / Livros
    Sustentabilidade, responsabilidade social e meio ambiente
  • / Livros
    Sustentabilidade - Direito ao futuro
  • / Livros
    40 Contribuições pessoais para a sustentabilidade
  • / Livros
    Conversas com os mestres da sustentabilidade
  • / Livros
    Educação para a era da sustentabilidade
  • / Livros
    Ética, sustentabilidade e sociedade - Desafios
  • / Livros
    Paisagem cultural e sustentabilidade
  • / Produção
    Projeto Água Doce - Agricultura sustentável em área de mananciais
  • / Produção
    Ela é quem manda na horta da Fazenda da Toca
  • / Produção
    Projeto Água Doce - Associação de Agricultura Orgânica de São Paulo
  • / Produção
    Leoncio Soares de Oliveira, agricultor orgânico
  • / Produção
    Projeto Água Doce - Associação de Agricultura Orgânica de São Paulo
GALERIA DE CONTEÚDO
FILTROS
ARTIGOS
Ordenar Por:

Áreas
Produção
Nutrição
Gastronomia
Bem Estar


A-Z
Data
Colaborador(a)
NOTÍCIAS
Ordenar Por:

Áreas
Produção
Nutrição
Gastronomia
Bem Estar


A-Z
Data
Fonte
PUBLICAÇÕES
Ordenar Por:

Áreas
Produção
Nutrição
Gastronomia
Bem Estar


A-Z
Data
Autor(a)
ENTREVISTAS
Ordenar Por:

Áreas
Produção
Nutrição
Gastronomia
Bem Estar


A-Z
Data
Entrevistado(a)